terça-feira, 29 de junho de 2010

Zonação – Domínios Marinhos


Presente na costa brasileira, o costão rochoso possui cesta importância em relação à fixação e locomoção de diversos organismos, podendo ser classificado e dividido em três regiões, denominadas “zonas”: Supra-litoral, Meso-litoral e Infra-litoral, onde diferentes espécies de animais se encontram, sendo a fauna e flora do costão rochoso bastante variada devido a fatores bióticos e abióticos.
Na zona Supra-litoral, localizada na parte mais alta do costão, a maré não tem acesso, sendo ela o limite da vegetação terrestre, nesta zona podemos encontrar, por exemplo, bromélias, cactos e liquens, podemos encontrar também animais como aves e baratas-do-mar. Em tal zona, apenas fatores abióticos interferem como a temperatura, radiação solar e os ventos, sendo os seres que lá habitam adaptados as características desta zona.


A zona Meso-litoral, é uma zona mediana, a qual presente entre a zona Supra-litoral e Infra-litoral permanece submersa enquanto maré alta e visível enquanto maré baixa, tal zona pode ser “estipulada” devido à presença de cracas em seu limite superior e a presença de algas pardas em seu limite inferior. Com a variação da maré, seres da zona meso-litoral podem facilmente migrar para a zona infra-litoral.
A seguinte zona denomina-se infra-litoral, a qual presente na região mais baixa do costão permanece sempre submersa, possuindo contato com o solo arenoso e interferência de fatores bióticos (fatores ocasionados pela presença de seres vivos ou suas relações). Em tal zona a biodiversidade é bastante ampla, podemos citar como exemplo a presença de algas pardas, algas vermelhas, anêmonas, estrelas-do-mar e ouriços-do-mar.

Postado por Jéssyca.

Um comentário:

  1. Adorei esse blog me ajudou muito em meu trabalho acadêmico.obrigada

    ResponderExcluir